No Momento Rotário do Rotary Club Bragança Paulista Estância de 19/01/2016, o companheiro Massimo Moretti trouxe uma emocionante e encorajadora lição para todos.

Vale a pena guardá-la e lê-la, de tempos em tempos, para que possamos nos lembrar da enobrecedora missão de transformar vidas através do trabalho no Rotary.

Ela surgiu do lema de  Ron Burton para o ano de sua presidência no Rotary, 2013-14 e inspirou todas as ações daquele ano rotário.

No contexto desse lema, o significado das palavras “viver” e “transformar”, transcende às definições lexicográficas.
Viver Rotary é ter a consciência de que participamos de uma grande obra. É conhecer essa grande obra no seu conjunto, na sua totalidade. É ter Rotary dentro do coração, como opção de vida.

Viver Rotary é fazer da amizade e do companheirismo a base da prestação de serviços.
Viver Rotary é estar focado nas injustiças sociais, na exploração, na miséria, nos males que afligem a humanidade e o planeta. É não se conformar e agir.
Viver Rotary é ser um soldado da paz.

Quem vive Rotary nunca está só, porque sabe que, junto a ele, há um grande exército. O Exército da solidariedade, da compreensão, da harmonia e da boa vontade.

Transformar vidas vai muito mais além do que simplesmente mudar ou melhorar vidas.

Se tivermos um gato magro e doente, podemos tratar e alimentar até deixá-lo gordo e saudável. Mas ele sempre será um gato. Transformar esse gato, será transformá-lo num tigre. Torná-lo seguro, ciente de seu poder e de sua força.

É possível fazer tal transformação? Sim, desde que queiramos.

Por outro lado, é possível transformar uma águia numa galinha? Ou, ao contrário, uma galinha numa águia? Ou um lobo selvagem e feroz num cão amigo e companheiro?

Sim, desde que queiramos.

Claro que não falo de transformações físicas, mas de transformações de pensamentos, sentimentos, vontades. Falo de transformações do comportamento, das atitudes.

Uma coisa é melhorar vidas, outra coisa é transformar vidas.

Dar um peixe vai melhorar a vida de quem tem fome. Mas o efeito será apenas momentâneo. Não vai transformar uma vida. Ensinar a pescar sim, vai transformar a vida, terá efeito duradouro, perdurará para sempre.

Doar uma cesta básica, ou uma bolsa família vai melhorar a vida de quem precisa. Ensinar a profissão porém, vai transformar a vida dessas pessoas.

Só existe um meio de transformar vidas: pela educação.

É através da educação que podemos transformar a vida de uma criança criada num meio deturpado pela fome, pela miséria, pela exploração, pela doença. É nossa obrigação transformar a vida dessa criança, ou ela crescerá com o coração cheio de medo, de ódio, de rancor.

Para isso, só há um caminho: a educação. Só a educação é capaz de transformar vidas. Só a educação pode mudar o futuro de uma criança.

Numa pesquisa feita com dez jovens delinquentes, cinco anos depois de cumpridas as medidas sócio-educativas numa FUNASE, chegou-se a uma triste estatística: quatro mortos, dois presos, dois na informalidade, um sem estudar nem trabalhar e apenas um com emprego formal. Somente um tornara-se cidadão, chefe de família, ganhava a vida honestamente, cumpria seus deveres. Fora o único dos dez que estudara.

É através da educação que podemos resgatar a águia que existe dentro de cada jovem, para que ele voe nas alturas, veja o mundo de cima, ao invés de deixá-lo a ciscar o chão como uma galinha.

Viver Rotary, transformar vidas, é muito mais que um lema. É a nossa missão, é a nossa razão.

EGD Alberto Bittencourt, Rotary Club Recife Boa Viagem – D4500

Participe! deixe aqui seu comentário!

participações