Todos se voltam para a Fundação Rotária em novembro, “Mês da Fundação Rotária”, em que divulgamos ainda mais os nossos programas e procuramos arrecadar fundos.

A Fundação, sob o lema “Mais se beneficia quem melhor serve”, tem primado pela excelência e deve seu sucesso ao apoio dos rotarianos.

Por isso, nesse mês comemorativo, o Rotary Clube Bragança Paulista Estância faz eco a essa provocação: “Você faz a diferença?”

“Nós estamos num novo centenário de serviços prestados pelo Rotary e em 2017 comemoraremos o centenário da nossa Fundação Rotária. Talvez porque nossa mente esteja escravizada pelo conceito de tempo, às vezes isso nos impede de ver o que ocorre ou deixa de ocorrer bem ao nosso lado. O mundo, a sociedade em que vivemos, as empresas, as famílias e as pessoas estão sendo confrontados, tendo como consequência desse confronto o aprimoramento e a manutenção do desenvolvimento.

Para que este desenvolvimento aconteça de verdade, há a necessidade da atuação firme de cada um de nós para fazer acontecer. Há a necessidade de nos tornarmos a força motriz de tudo o que fazemos ou nos envolvemos, por meio da liderança que exercemos, a qual está ficando mais importante do que nunca. Em função disso as perguntas que devem ser respondidas são:

  • Que estamos fazendo para influenciar nossos destinos e os do Rotary, de nossa família e da sociedade?
  • Estamos numa era de grandes transformações, de mudanças. Qual é a nossa participação?
  • Estamos fazendo a diferença?

Quando somos elogiados por termos realizado uma tarefa ou prestado um serviço em que nossa atuação mostrou-se importante ou até indispensável, vivenciamos um momento de grande felicidade. Quando tal ocorre, muito frequentemente trata-se do resultado não somente de um esforço individual, mas de um trabalho em equipe. E se esta é formada por pessoas que fazem a diferença, temos aí uma grande equipe.

O Rotary moderno não busca para associados aqueles profissionais que se tornam indispensáveis por deter, por um determinado momento, informações, contatos e poder. O Rotary busca, isso sim, por profissionais que estão em condições de dar uma contribuição única para a organização e para a Fundação Rotária. Pessoas que façam acontecer, que façam a diferença nos clubes e nas comunidades em que atuam.

A chave para fazer a diferença em sua atuação rotária, como em tudo na vida, é ter um desempenho capaz de deixar claro que você vai fazer falta. Tornar-se parte de um time envolve esforçar-se para aprender a lidar com pessoas, ser um resolvedor de problemas, inovar, criar e ter boa vontade e bom humor. É inútil brilhar sozinho.

Para que os projetos, programas e o objetivo do Rotary e da sua Fundação Rotária sejam alcançados, é preciso agir. Para agir é preciso debater e criar o ritmo adequado de ação.

Temos que exercitar nossos talentos e cumprir os compromissos assumidos.

Uma outra característica do rotarismo moderno é a capacidade de comunicar-se e a sua disponibilidade. No processo de fazer acontecer, a comunicação eficaz é fundamental. Você precisa convencer os outros a fazer as coisas não pelos seus próprios motivos, mas pelos deles ou de todos. Trata-se de fazer com que os envolvidos no serviço a ser prestado, ou na mudança a ser implementada, acreditem que o que deve ser feito faz sentido e fará a diferença. Aí todos irão colaborar com o sucesso e com você.

Outras características fundamentais de quem pretende fazer a diferença são a integridade e a transparência. Em outras palavras, ser verdadeiro e confiável, com o entendimento de que ninguém é indispensável o tempo todo. E se por acaso você for indispensável, tome providências urgentes para deixar de sê-lo, repassando seus conhecimentos adquiridos e tornando-se disponível para assumir novas responsabilidades.”

O texto citado é de autoria de Antonio Hallage,  diretor 2009-11 do Rotary International, curador da Fundação Rotária.

Celebremos a Fundação!

Participe! deixe aqui seu comentário!

participações