No dia 25 de abril, na Casa do Médico de Bragança Paulista, foi realizada à palestra “Adolescência, Aborrecencia ou Amorrescen”, proferida pelo psicólogo Mauro Hollo.

A palestra abordou a evolução histórica das relações familiares, localizando o ouvinte dentro do contexto atual, orientando a uma reflexão sobre a relação entre os pais e filhos de ontem, hoje e do amanhã.

Dentro destas reflexões, foram analisados os aspectos do fluxo de informações, o baixo interesse por atividades familiares dos jovens, a necessidade permanente de dialogo entre pais e filhos, a mudança de comportamento nas relações com os jovens, a necessidade deles se rebelarem, o desejo de conhecer outras formas de prazer, a sexualidade, uso demasiado da internet ou equipamentos eletrônicos, a identificação com “tribos” e a necessidade de uma busca incessante da identidade pessoal.

Receberam destaque a importância dos pais estarem sempre disponíveis para ouvirem o que os seus filhos tenham para dizer e a necessidade de estarem juntos, ao lado do adolescente, colocando limites, nem tudo pode e nem tudo não pode, o bom senso aqui prevalece, transmitindo confiança e apoio;

“O adolescente deve saber que pode contar com os pais”, desta forma, eles terão uma referência para sanar as dúvidas e angustias que esta fase da vida trás.

Também foram abordados temas da atualidade como o “baleia azul” e o “13 Reasons Why”, além das automutilações e o risco de uso de drogas licitas ou ilícitas, e doenças psicossomáticas, muitas vezes como uma forma de pedido de socorro, temas de muita angustia para os pais e difícil de conversar com os filhos.

Ficou claro, também, que uma identidade em formação necessita de alguma vigilância:

“Os pais precisam saber o que filhos fazem, que sites mais visitam, o que trocam no celular, quem são os amigos, etc. sempre utilizando de bom senso para que o jovem não se sinta em um big brother”.

A conclusão que encontramos é que não há uma “receita” e que cada filho é único, como cada individuo é único, indivisível, e tem necessidades particulares, cabe então aos pais entenderem o momento que ele passa e com “autoridade de pais”, ouvirem as angustias, colocarem-se a disposição e transmitirem limites e confiança “Quanto maior a liberdade, maior a responsabilidade”, que os filhos podem confiar nos pais, muito mais que num “amigo”.

O psicólogo Mauro Hollo é membro do Rotary Bragança Paulista Estância, trabalha com psicologia clínica e coaching, já trabalhou como Head Hunter e em grandes empresas na área de Recursos Humanos de empresas como Coca Cola, Avon, Brastemp.

O Rotary é uma organização não governamental formado por lideres, empresários e profissionais que prestam serviços humanitários e fomentam um elevado padrão de ética nas relações humanas e nos negócios, estamos presentes em todo o planeta, somos mais de 1.228.000 rotarianos em 219 países, que orientados pelo lema “dar de se antes de pensar em si” desenvolve ações na comunidade com o intuito de desenvolvimento humano, profissional, saúde, educação, promoção de paz e resolução de conflitos, entre outros. Recentemente conquistamos subsídios internacionais que serão utilizados para aquisição de equipamento para a Santa Casa de Bragança Paulista e para a APAE.

ROTARY A SERVIÇO DA HUMANIDADE

Participe! deixe aqui seu comentário!

participações